Estamos vivendo em um videogame?

Tempo de leitura
3
m

Prepare-se para ter uma crise existencial depois de ler esse post!

Você já pensou que podemos estar vivendo em uma realidade simulada? Isso mesmo, o mundo que conhecemos, pode ser uma simulação, como The Sims, criada por indivíduos super desenvolvidos (humanos ou não) que vivem no futuro.  

Achou muita loucura? Então vamos apresentar as evidências.

Em 2003, o filósofo Nick Bostrom publicou um artigo denominado: Are you living in a computer simulation? (em português: você está vivendo em uma simulação de computador). Ele sugere que membros de uma civilização “pós-humana”, com computadores extremamente poderosos, podem decidir criar simulações de seus ancestrais. Usando contas matemáticas e conceitos de física quântica para explicar, o filósofo chegou a conclusão de que a chance de estarmos vivendo uma ilusão é de 99,9%!

Obviamente eu sou leiga no assunto, então se você quiser ler o artigo de Bostrom pode clicar aqui e tirar as suas próprias conclusões.

A ideia não fica tão absurda assim quando você começa a refletir. Se em apenas 40 anos, nós, humanos, criamos tecnologias incríveis, imagine as evoluções daqui a 10 mil anos! É só analisar como eram os videogames de antigamente: alguns riscos e pontos. Hoje, temos jogos extremamente bem desenvolvidos, com tecnologia 3D, que parecem imagens reais.

// O que dizem os especialistas? 

Em entrevista ao jornal The Guardian, o cientista da NASA, Rich Terrile afirmou: “logo não haverá nada técnico no caminho de fazermos máquinas que tenham suas próprias consciências. Francamente, se não estivermos vivendo numa simulação, esta é uma situação extraordinariamente improvável.”

Terrile também afirma que a teoria de realidade simulada explicaria um dilema muito estudado na física, chamado de efeito do observador. Pesquisadores chegaram a conclusão de que os átomos (partículas que compõem todo o universo) podem ficar imóveis se ninguém estiver olhando para eles. Ou seja, a nossa realidade só acontece se estiver sob a mira de um observador. Essa teoria se tornou um dilema, porque é difícil entender como ela funciona. Só é possível estudar um fenômeno se você olha para ele! 

Elon Musk, empresário fundador de grandes empresas como a Space X e Tesla, defendeu a teoria da realidade simulada na Code Conference:

Mas a ideia pode ficar ainda mais louca! Se a mente humana realmente chegou ao ponto de criar simulações indistinguíveis da realidade física, então, provavelmente, somos uma realidade simulada dentro de outra realidade simulada, que está dentro de uma nova realidade simulada, e assim por diante. Sim, segundo esses cientistas, existe apenas uma realidade base e ela não é a nossa.

Se você se lembrou do filme Matrix, entendeu muito bem o conceito. Assim como no filme, os estudiosos que defendem a teoria da realidade simulada dizem que existem falhas no sistema. Os dejavus, por exemplo, seriam erros de programação. Os cientistas, inclusive, estão estudando a possibilidade de sairmos dessa simulação!

A mente humana está evoluindo de uma forma incrível e já conseguiu criar tecnologias que nunca imaginamos que seriam possíveis. Prova disso é que, em 2017, o Facebook desativou uma inteligência artificial depois que ela parou de se comunicar em inglês e criou uma linguagem própria. Ela começou a usar códigos para conversar com outra inteligência artificial, pois percebeu que, assim, elas chegavam à conclusões de forma mais rápida. A tecnologia deixou de ser útil para o estudo do Facebook, já que ninguém entendia o que ela falava. 

Pois é, talvez a ideia da realidade simulada não seja tão improvável assim…

Antes de terminar, eu gostaria de pedir desculpas se deixei você angustiado. Para se sentir melhor, sugiro seguir o conselho do Jovem Nerd no podcast sobre o assunto. Pense: “eu não posso fazer nada sobre isso”.

Fim da angústia.

Comente se você achou a teoria bizarra ou se acredita que o nosso mundo pode mesmo ser uma simulação!