Game over: o que acontecerá com suas redes sociais depois que você morrer

Tempo de leitura
3
m

Ok, sabemos que o tema deste texto é um tanto mórbido.

Mas, vamos combinar, o assunto é no mínimo curioso e como você já está aqui e louco para saber o que vai acontecer com suas redes sociais depois do “game over”, do “Avada Kedavra”, da “ida dessa para melhor”, vamos economizar seu tempo e partiremos diretamente para o que interessa – afinal, tempo é vida.

Se você tem perfil no Facebook e no Instagram, saiba que eles podem virar nada mais, nada menos, do que um belo memorial. Sim, isso mesmo.

Para transformar sua conta do Instagram em um memorial, um de seus amigos precisa denunciar seu perfil para a própria rede. Ele clicará em “Política de Privacidade”, irá até o tópico 8; clicará em “Como nos informar sobre um usuário falecido” e, em “Entre em contato conosco”.

Depois disso esse seu amigo clicará em “Transformando a conta em memorial” e preencherá com os dados pedidos, como seu nome completo e seu username.

Ele também precisará anexar um documento ou até o link para uma notícia ou obituário que comprove sua morte. Assim a equipe do Instagram investigará e, se a sua morte for comprovada, sua conta será transformada em um memorial. Clique aqui e descubra como funciona.

// E como é esse memorial?

Sua conta no Instagram não se difere das demais. Mas, a rede não permitirá alterações em seu perfil, nem o acesso por parte de ninguém. Suas curtidas, as marcações, os seguidores, os comentários e, claro, as publicações continuarão ali: intactas.

// E se eu quiser que alguém exclua meu perfil?

Apenas seus parentes poderão fazer isso e terão que usar documentos para comprovar a relação de parentesco.

No Facebook a situação é um pouco diferente. A rede tem uma função em que você pode escolher alguém de sua confiança para cuidar de sua conta quando seu “game over” chegar. Esse recurso só é ativado quando a rede social recebe uma notificação para transformar a conta em um memorial.

Para transformar o perfil em memorial o processo é muito semelhante ao do Instagram. É preciso preencher o nome completo, a data de falecimento e um documento ou notícia que comprove a morte. Depois disso, a solicitação será avaliada.

E, seu querido perfil terá a expressão “Em memória de” ao lado do seu nome. O conteúdo publicado continuará exposto e disponível para seus amigos – mas não aparecem sugestões de amizade, nem notificações e lembretes de aniversário, por exemplo. Descubra como funciona aqui.

MAS se você quiser continuar “assombrando” mesmo tendo partido deste planeta, você pode escolher uma espécie de herdeiro. Essa pessoa poderá postar por você! 😉

No Twitter seu amigo, além de enviar um documento que comprove seu óbito, também terá que enviar uma cópia da própria carteira de identidade. Segundo a rede, essa etapa ajuda a evitar denúncias falsas e não autorizadas e eles ainda garantem que as informações enviadas permanecerão confidenciais. Veja como funciona.

E a Google, o que ela faz com sua conta? A empresa é capaz de oferecer informações suas para familiares, mas ela não disponibilizará seu login e senha. Além disso, esses dados só são disponibilizados depois de uma análise bem aprofundada.

Mas, seus amigos ou familiares devem fazer isso dentro de nove meses – já que depois disso sua conta será automaticamente desativada. Eles podem solicitar os dados respondendo este formulário.

E então, agora que você já sabe o que pode acontecer com grande parte de seus perfis nas redes sociais, aproveite sua vida e, claro, descanse em paz. Alguém cuidará disso tudo por você! 😉