3 motivos para assistir Westworld

Tempo de leitura
3
m

Todo mundo só fala de Westworld, a famosa série da HBO. Ainda mais agora que está passando a segunda temporada. E você ainda não tomou vergonha na cara para assistir?

Vamos combinar, dá preguiça começar a ver uma série nova, ainda mais se não tem no Netflix. É por isso que eu venho, por meio deste post, te mostrar por que vale a pena assistir.

Westworld é um parque temático para adultos, criado por humanos. O cenário do lugar é baseado no Velho Oeste americano e é habitado por robôs. Mas não são qualquer robôs, como R2-D2 ou Wall-E. Eles são idênticos aos humanos! Essas inteligências artificiais são chamadas de anfitriões e estão lá para divertir os hóspedes (aqueles que podem pagar para visitar o parque).

Agora que você já sabe do que se trata a série, confira alguns motivos para começar a assistir já!

// Enredo ótimo: a revolução das máquinas

Essa questão já foi abordada em Matrix e vários outros filmes e séries. Estamos evoluindo tanto que, em breve, nossas próprias criações podem se virar contra nós. Vamos combinar que, em uma realidade como a de Westworld, as máquinas têm ainda mais motivos para odiar os humanos.

Os anfitriões vivem em looping, ou seja, têm sempre a mesma rotina. Eles acreditam que estão tomando decisões baseadas nas próprias vontades, mas, na verdade, foram programados para agir assim. Os desenvolvedores criaram uma história para cada personagem e, assim, eles fazem as mesma coisa todos os dias. No entanto, quando os humanos entram no parque e interagem com eles, o rumo da história muda.

Os hóspedes podem fazer o que quiserem: matar, roubar e estuprar. Nenhum humano é preso em Westworld e ninguém morre. Realizam os seus desejos mais obscuros sem que sejam julgados e punidos por isso.

Os anfitriões, por sua vez, não podem machucar os humanos, mas também não sentem dor. São como bonecos vivos. Cada vez que um dia acaba, a memória deles é apagada e os robôs são arrumados (se levaram um tiro, por exemplo, são reconstruídos). Porém, no decorrer da série, eles começam a tomar consciência de quem são e lembram-se do que os hóspedes fizeram.  

Essa é a mensagem principal da história: até que ponto suas ações não terão consequências?

// Uma história muito bem construída

A série acontece em vários tempos e eles são tão bem conectados que chega uma hora que não sabemos mais em qual estamos. Você é surpreendido o tempo todo. Então não pense que vai conseguir adivinhar o que acontece – Westworld é uma série imprevisível!

Os movimentos de câmera, a fotografia e a edição são muito bons também. A narrativa é construída nos detalhes. E o diálogos então! Impactantes e cheios de sacadas inteligentes e referências. A frase que você mais vai ouvir na série, por exemplo, vem de Romeu e Julieta: “Prazeres violentos têm finais violentos”.

// Atores incríveis

Um dos grandes nomes o elenco é Anthony Hopkins, famoso pelo papel do psicopata e canibal Hannibal Lecter, em O Silêncio dos Inocentes. Em Westworld ele interpreta o criador do parque, Dr. Ford. Outro nome de peso é Evan Rachel Wood que interpreta Dolores a anfitriã principal (se é que podemos dizer que existe um protagonista nessa série).

Rodrigo Santoro também faz parte do elenco. Dessa vez ele tem um papel realmente importante na história (e várias falas rs), como os outros personagens. Sem preconceito contra ator brasileiro! Ele interpreta um bandido do Velho Oeste, chamado Hector.

Confira o trailer da primeira temporada:

E aí, te convenci de que vale a pena assistir Westworld?

Uma dica: assista em um final de semana ou feriadão, porque você não vai conseguir parar.

Veja também 6 séries de ficção científica que vão fazer você repensar o futuro!