Menina das Estrelas: uma história de amor pela Astronomia

Tempo de leitura
3
m

Nos últimos meses, Amanda Silva conquistou a atenção da mídia por ter sido selecionada para fazer um curso de Astronomia na NASA, a Agência do Governo Federal dos Estados Unidos. Mas a paixão e as conquistas da “Menina das Estrelas” começaram desde muito cedo. Com apenas 17 anos ela já é inspiração para muita gente!

Por ser uma criança curiosa, a menina buscava as próprias respostas para os seus questionamentos e foi assim que começou a se interessar pela área. “Eu tinha curiosidade em saber de onde a gente veio, por que a gente está aqui e porque o universo funciona dessa maneira. Eu me questionava com oito anos de idade e essa curiosidade me levou até a Astronomia”, conta Amanda.

Como naquela época ela não tinha nem aula de ciências ainda  (estava na quarta-série), começou a estudar sozinha em casa. Com apenas nove anos, já havia decidido a sua profissão: astrônoma. De origem humilde, estudante de uma escola pública rural em Mogi das Cruzes, ela sabia que precisaria de muito esforço para atingir seus objetivos.

Compartilhando conhecimento sobre Astronomia pelo Brasil

Amanda procurou vários cursos gratuitos e palestras para se aprofundar. Chegou a fazer cursos universitários, da USP e da UFSC. A sua professora de biologia, Suzamar Gabriel dos Santos, percebeu que a menina se destacava e a chamou para palestrar na escola. Hoje, ela já percorre o Brasil participando de eventos e palestras e deixa claro que não quer guardar todo esse conhecimento para si, deseja compartilhar!

Essa vontade de dividir as informações com outras pessoas que também são apaixonadas por Astronomia a motivou a criar um grupo no Facebook. Hoje, já tem mais de 4000 membros do mundo inteiro de todas as faixas etárias e formações: desde adolescentes que estão começando a conhecer a área até astrônomos profissionais. Nesse grupo ela recebeu o apelido de “Menina das Estrelas”, que hoje dá nome a página na rede social.

Palestra de Amanda no III Encontro Rio Grandense de Astronomia (ENASTRO), em 2018

A caminho da NASA

No ano passado, Amanda participou de um concurso da Agência do Governo Federal dos Estados Unidos, denominado “Cassini – Cientista Por Um Dia”. Ela conquistou o primeiro lugar na categoria de Ensino Médio com um artigo sobre Encélado, uma das Luas de Saturno, e foi ao Rio de Janeiro receber o certificado diretamente das mãos da geóloga planetária da NASA, Rosaly Lopes – uma de suas grandes inspirações.

Essa conquista e todas as outras que já obteve, chamaram a atenção do amigo e professor de uma escola no Recife, Thiago Marinho, que a convidou para o curso no Centro Espacial, em Houston (EUA). A instituição é a única do Brasil, vinculada ao projeto da NASA e, por esse motivo, 30 alunos irão participar do curso. Amanda será a única estudante fora da escola de Santa Mônica.

O curso tem duração de apenas 8 dias, mas oferece um treinamento intenso. Conta com aulas teóricas em áreas como astronomia, astrofísica, robótica e engenharia espacial e aulas práticas com astronautas, onde os alunos irão construir foguetes.

Apesar do curso ser gratuito, toda a despesa da viagem foi bancada pela estudante. Para arrecadar R$ 12 mil, ela contou com a ajuda de muitas pessoas – fez vaquinha online, bazares e bingos. Com orgulho e gratidão ela fala: “as pessoas doaram porque acreditam no meu potencial e no que eu posso estar proporcionando para o país daqui a alguns anos”.

O treinamento que irá receber nos Estados Unidos é apenas um passo para o seu objetivo. Amanda sabe muito bem o que quer. Tem consciência de que agora precisa estudar muito para passar no vestibular da Fuvest e cursar Astronomia na USP. Quer fazer bacharelado, mestrado e doutorado e se especializar na área extragaláctica. Seu objetivo é começar os estudos no Brasil, finalizar fora do país e, futuramente, trabalhar na NASA.

Alguém duvida que com essa determinação a “Menina das Estrelas” vai alcançar seus sonhos?

Se você também curte Astronomia, confira aqui algumas dicas de leitura.